PENSAR. COMER. CONSERVAR. DIGA NÃO AO DESPERDÍCIO

Pensar. Comer. Conservar é uma campanha promovida pelo PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, em 2013. Seu objetivo é alertar as pessoas para o desperdício de alimentos.

 

O Instituto Precisa leva a campanha Pensar. Comer. Conservar. a eventos ligados ao meio ambiente com o totem de jogos e vídeos. Os jogos mostram os números da fome, a relação entre produção de alimentos, consumo de água e desmatamento. Os jogos Pegada Hídrica dos Alimentos e Pense. Coma. Conserve. abordam o tema de maneira descontraída, envolvendo mais pessoas nesse importante desafio pela redução do desperdício de alimentos.

 

Os jogos do Instituto Precisa mostram que dependendo dos alimentos que consumimos gastamos mais ou menos água. Quando nos alimentamos de maneira saudável, contribuímos com menor consumo de água na produção de alimentos e quando desperdiçamos alimentos, estamos também desperdiçando água. Em escolas, empresas e outras instituições é sempre hora de dizer não ao desperdício. 

CAMPANHAS DO INSTITUTO PRECISA

As campanhas do Instituto Precisa mostram aos consumidores que suas escolhas têm o poder de melhorar o mundo. 

 

Participar de nossas campanhas é muito simples. Compartilhe conosco suas ideias e antes de consumir, avalie: Precisa?

1/3

PADRONIZAÇÃO DE CARREGADORES

A padronização de carregadores de aparelhos eletrônicos, como tablets, smartphones e celulares é uma realidade na Europa, que por meio de acordo entre fabricantes em 2009, decidiu pela adoção de modelo único de conector.  No Brasil, porém, quantos carregadores deixam de ser usados por incompatibilidade de plug de conexão.   Consumidores perdem, o meio ambiente perde e as indústrias? Se querem passar a imagem de empresas sustentáveis, com certeza perdem também.

 

No Brasil, dois projetos de lei foram arquivados com a justificativa de que a padronização seria um entrave ao avanço de tecnologia. Você concorda?

 

Participe da campanha, respondendo a pesquisa:

 

Quantos carregadores de celular SEM USO você tem?

 

PARTICIPE DESSA SELEÇÃO

A coleta seletiva é realidade em muitos municípios brasileiros e a participação da população começa tão logo são informados os dias de coleta. Participamos selecionando o lixo. Todo o lixo seco – papel, Embalagens, latas, garrafas – vai para a coleta seletiva.  Bom para as cidades, ótimo para as cooperativas de catadores de recicláveis, excelente para o planeta.

 

A coleta seletiva tem duas funções prioritárias: aumentar a reciclagem de produtos que podem retornar ao processo produtivo e impedir que produtos nocivos à saúde e ao ambiente sejam encaminhados ao lixo comum, contaminando solo e água.  Além dessas funções de preservação ambiental, a coleta seletiva beneficia catadores de materiais recicláveis que com ela garantem seu sustento.

 

Saiba o que pode e o que não pode ser encaminhado para a coleta seletiva.  Prefira produtos recicláveis, separe resíduos para a coleta seletiva ou leve resíduos secos a um posto de entrega voluntária, dê destino certo aos resíduos perigosos. Não fique de fora, participe dessa seleção.

PRECISA SER ASSIM?

Todos os dias, nas ruas ou nas mídias, nos deparamos com situações que nos fazem questionar: precisa ser assim?   O aumento da população, o acesso facilitado aos bens de consumo, a economia baseada na produção e venda de bens e serviços e os impactos ambientais dela decorrentes levantaram a necessidade de um movimento mundial pela produção e pelo consumo sustentáveis. 

 

Isso significa que devemos parar de consumir? Não, mas que é hora de aprendermos mais sobre o que estamos consumindo. O objetivo maior do Instituto Precisa é divulgar essas informações. A decisão de consumir, ou não, é sua.

 

Aprenda sobre a origem dos materiais, as consequências de seu consumo e opções mais saudáveis para usos similares. Quando a gente conhece o ciclo de vida dos materiais consegue ajudar o movimento mundial de produção e consumo sustentáveis, sem perder conforto, estilo ou prazer.

Leve a campanha da Semana da Qualidade para sua instituição com o uso de totens eletrônicos para que todos possam participar e aprender mais sobre a importância da segurança alimentar na produção de alimentos.  

 

O treinamento engloba BPF (Boas Práticas de Fabricação); conceitos dos Sistemas de Gestão com os termos usados nas normas ISO e as etapas da metodologia APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle).  Aproveite eventos para reforçar conceitos de higiene e qualidade para uma produção de alimentos cada vez mais saudável.

 

A Semana da Qualidade com o kit de quizzes pode ser usada também para formalizar registros de treinamentos, pois gera relatórios de treinamentos com controle de participação e pontuação.

 

 

SEMANA DA QUALIDADE